Alunos do “Zezão” no atletismo

O Polo 3 do projeto patrocinado pela Petrobras “Velozes do Amanhã”, realizado pelo  Instituto Maná do Céu para os Povos, localizado no bairro Oliveira III, onde são realizadas atividades de atletismo do projeto “Velozes do Amanhã”, patrocinado pela Petrobras, vem agradando a comunidade, principalmente crianças e adolescentes que não tinham opções de lazer na região. A maioria dos participantes estuda na Escola Municipal Prof. José de Souza, mais conhecido popularmente como “Zezão”,  dirigida pela diretora Maria Kátia Miranda da Silva. Muitos deles já se destacaram em várias modalidades no atletismo.
De acordo com Maria Kátia, o projeto vem ajudando muito os alunos da escola. “Sentimos a diferença no comportamento dos próprios alunos e melhorou muito com a chegada do projeto. Damos o suporte, espaço físico e a participação dos nossos alunos e o Instituto Maná do Céu, com projeto Velozes do Amanhã a parte pedagógica através do esporte. Aliás, o esporte é o caminhoPara o professor de Educação Física, Guilherme Dias Souza (23), que trabalha com as crianças há 1 ano, é extremamente importante o trabalho que vem sendo realizado no local. “Eu vejo muita evolução entre as crianças. No começo foi difícil, mas com o passar do tempo houve um crescimento e interesse grande, tanto no atletismo como também em sala de aula. O grupo hoje é bem ativo, e estamos sempre orientando o melhor para todos que aqui participam.
É gratificante trabalhar com eles. Vejo também que alguns pais já estão levando seus filhos para praticar o atletismo aqui, o que é de fundamental importância”. Já o professor Wanderson Padilha Pimenta (30), que está trabalhando desde  fevereiro no Polo 3, afirma que a integração é muito boa. Nas competições alguns dos meninos e meninas começam a se destacar e conseguem as primeiras colocações em diversas modalidades do atletismo. “Eu sempre trabalhei com crianças carentes, e vejo aqui no Oliveira III uma grande oportunidade de passar meu ensinamento de atletismo para elas.”.

ADOLESCENTES

polo3_site

Participantes Leonardo dos Santos e Otávio Henrique.

Leonardo dos Santos (14) e Otavio Henrique (15), ambos participantes do projeto Velozes do Amanhã, são da mesma opinião. Acreditam que com a chegada do projeto, muita coisa mudou. “Eu gosto muito daqui e três vezes por semana venho fazer atividades no campo”, disse Leonardo. Já Otávio, sonha mais alto. Ele na última competição ganhou quatro medalhas e disse que quer participar do Brasileiro e representar o “Velozes do Amanhã” em uma competição nacional. “Vou ser um grande campeão, pode anotar”.

 

Guardiões dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio – ODM/MS

O procurador da OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público), Maná do Céu para os Povos, Ivan Lúcio Rodrigues disse na noite de ontem (1), na solenidade de entrega do título de Guardiões dos ODM (Objetivos de Desenvolvimento do Milênio) onde nossa instituição é âncora do núcleo ODM-MS, através do PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento), que se sentiu honrado em representar a sociedade civil organizada no evento, bem como fazer parte da instituição qualificada como âncora para receber subvenção do Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade para execução das ações do núcleo ODM do Mato Grosso do Sul, por acreditar no programa das nações unidas para o desenvolvimento – PNUD.

“Só de pensar que antes de fundar o Instituto Maná do Céu para os Povos há 6 anos, nós queríamos era simplesmente ajudar algumas pessoas a se alimentar através de um sopão, que eu, minha família e amigos oferecíamos aos vulneráveis de um bairro da periferia na região do prosa aqui da cidade de Campo Grande aos sábados no horário do almoço.  Não imaginávamos na época que o nosso desejo de acabar com a fome e com a miséria de algumas pessoas,  tratava-se da meta 1  dentre as Oito do Milênio que foram estabelecidas pela ONU (Organização das Nações Unidas) em 2000, com o apoio de 191 nações e que ficaram conhecidas como Objetivos de Desenvolvimento do Milênio”, afirmou o procurador.

O título foi entregue para pessoas que contribuíram para 8 metas do milênio durante a sua vida, que são: I) Acabar com a fome e a miséria; II) Oferecer educação básica de qualidade para todos; III) Promover a igualdade entre os sexos e a autonomia das mulheres; IV) Reduzir a mortalidade infantil; V) Melhorar a saúde das gestantes; VI) Combater a Aids, a malária e outras doenças; VII) Garantir qualidade de vida e respeito ao meio ambiente; VIII) Estabelecer parcerias para o desenvolvimento.

A solenidade contou com representantes do PNUD/ONU, da Secretaria Geral da Presidência da República, do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul e demais autoridades civis, militares e eclesiásticas. Foram homenageados: Aparecida Gonçalves, Emmanuel Marinho, Jaceguara Dantas da Silva Passos, Nilton Braz Giraldelli, Maria de Lourdes Souza Cano, Ricardo Ferreira Nantes, Odilon de Oliveira, Sérgio Harfouche e Ueze Elias Zahran.